Com a evolução da pandemia do coronavírus, acreditamos que um chamado ainda mais forte se impõe à atuação da Avon. Trata-se de um esforço conjunto de todo o grupo Natura &Co, que demandará um novo pacto com nossa rede de relações, para garantir o que sempre nos foi essencial: cuidar das pessoas.

A partir de 24.03, os colaboradores de nossa fábrica de Interlagos se dedicarão, gradativamente, a produzir apenas itens essenciais de higiene pessoal, além de álcool em gel e líquido, que são cruciais para frear a propagação da COVID-19. Deixaremos, temporariamente, de fabricar linhas como maquiagem e perfumaria – os estoques disponíveis deverão honrar os pedidos feitos por nossas consultoras e revendedoras.

Ao usar o critério de essencialidade para limitar as operações de produção e logística, poderemos manter em casa um número ainda maior de colaboradores. A diminuição da circulação de pessoas em nossos espaços, aliada ao reforço de todos os protocolos de sanitização e higiene, reduzirão os riscos para os times que estarão nas fábricas e centros de distribuição focados nos itens de primeira necessidade para a população. A mesma situação ocorrerá nas instalações operadas por parceiros.

Prosseguir com a produção é fundamental para que nossas revendedoras continuem obtendo renda com sua atividade, sobretudo neste momento de crise. É preciso que esses milhões de pessoas sejam capazes de continuar mantendo suas redes ativas, inclusive usando sua capilaridade para abastecer regiões distantes e periféricas com itens essenciais. Elas são agentes de transformação, com um papel social que, mais do que nunca, deve ser reconhecido.

Diante desse cenário, estamos tomando as seguintes medidas:

  • Reforçamos a importância do trabalho remoto. Mesmo em casa, temos pessoas que estão fazendo o máximo para apoiar aqueles que seguem indo aos nossos espaços e preservar o que é indispensável para nossas operações;
  • Parceiros de centrais de atendimento que atendem Avon e Natura na América Latina operam em regime gradativo de home office: apenas cerca de um terço de seus colaboradores atuam nos postos de trabalho, com medidas reforçadas de saúde e segurança;
  • Reduziremos ao máximo a presença de nossos times de Pesquisa e Desenvolvimento nos laboratórios, mantendo um sistema de rodízio e ampliando o foco em itens essenciais de higiene;
  • Definimos junto aos nossos parceiros na área de logística e transportes a adoção de boas práticas para separar e entregar os pedidos a consultoras, revendedoras e clientes com segurança.

Assim, Natura &Co América Latina reitera seu compromisso com o bem-estar de sua rede de relações. Respeitando sempre as determinações das autoridades locais e nacionais, bem como as orientações de especialistas da área médica, nos dedicamos a preservar a saúde de todos, sem deixar de lado a necessidade de manter os negócios em funcionamento, para gerar prosperidade aos nossos públicos. Ao priorizar o essencial, vamos juntos, firmes em nosso propósito de gerar impacto econômico, ambiental e social positivo para o mundo.

Revendedoras

  • Cancelamos todos os eventos presenciais para força de vendas
  • Igualamos o % de lucro e ofertas dos eventos presenciais para 100% da nossa base de Revendedoras via Avon Digital
  • Ampliamos os incentivos dos encontros presenciais para toda nossa base de Revendedoras
  • Prorrogamos o pagamento do boleto, com vencimento a partir de 19/03, para 14 dias corridos
  • Mantivemos a isenção do kit início para novas Revendedoras para CP08 (30 dias)
  • Fortalecemos as práticas de higiene durante a entrega dos pedidos e criamos recomendações e medidas que devem ser tomadas assim que revendedoras e consumidores entrarem em contato com as entregas em suas residências: evitar contato físico com o entregador, retirar os produtos da caixa e descartá-la antes de entrar em casa, evitar tocar o rosto e imediatamente lavar as mãos com água e sabão após o manuseio. Já nas demais praças, nosso tempo mínimo entre carga e viagem é de 24h até o destino, tempo maior do que a sobrevida do vírus em caixas de papelão;
  • As cargas distribuídas para São Paulo e cidades no interior são automatizadas e, portanto, não passam por manuseio. Deste modo, reforçamos que as chances de contaminação em seus processos são extremamente baixas;
  • Nas caixas das Campanhas 08 ou 09, enviaremos um frasco de álcool gel para todas as Revendedoras do Brasil que enviarem os seus Pedidos.
  • Concedemos desconto especial para revenda de sabonetes.

Fundo Emergencial para Revendedoras

Desde que a crise humanitária do Coronavírus atingiu nossas vidas, nós continuamos cuidando uma das outras e precisamos continuar. E é isso que a Avon está fazendo e convida você a fazer.

Estamos produzindo álcool em gel, ajudando nossas revendedoras a manter o negócio forte através de ferramentas digitais, adiando o prazo de pagamentos, parcelamentos, assim como outros benefícios e muito mais.

Mas não podemos esquecer que precisamos, mais do que nunca, cuidar da nossa saúde, tanto da física quanto da emocional. Por isso, você, revendedora Avon, tem à sua disposição diversas assistências para te acolher neste momento. E não precisa sair de casa para ter acesso. Confira o que preparamos:

  • Assistência de saúde e psicológica para nossas revendedoras com enfermeiros e médicos disponíveis 24 horas por dia, todos os dias, sem nenhum custo, através de chatbot e telefone para esclarecer todas as dúvidas e questionamentos sobre saúde;
  • Suporte para esclarecimento de dúvidas sobre o COVID-19 e identificação de possíveis casos de risco da doença;
  • Assistência psicológica e enfrentamento à violência doméstica com o apoio de assistentes sociais e psicólogos disponíveis 24 horas por dia, todos os dias da semana por chatbot e telefone para ajudar a lidar com as dificuldades que possam surgir durante o isolamento social;
  • Aconselhamento e planejamento social/familiar. Oferecemos também, suporte em situações de dificuldades, como falecimento familiar, violência doméstica, recursos sociais oferecidos pelo governo e necessidades especiais;
  • Atendimento presencial em casos extremos e necessários, feito por profissionais qualificados e treinados;
  • Assistência psicológica para ajudar a lidar com estresse, depressão e ansiedade durante o isolamento social.

Precisando de ajuda?
Fale com a gente sem nenhum custo: 0800 9403909
Para mais informações, baixe o arquivo completo

Executiva de Vendas

  • Cancelamento temporário credenciamento MEI na Prefeitura local
  • Cancelamento de requisito de estabelecimento nas CPs 07 a 09 (+45 dias)
  • Bônus para 100% dos estabelecimentos realizados
  • Prorrogação de não exclusão de Executivas até CP09 (+30 dias)

Sociedade

_Natura e Avon estão doando sabonetes para mitigação do avanço da COVID-19

O avanço do Covid-19 nos coloca diante de uma crise humanitária. Um desafio que leva a sociedade, governos e empresas ao redor do mundo a buscarem soluções para cuidar das pessoas

Neste sentido, a Avon tem atualizado periodicamente seus protocolos de segurança e higiene, redimensionado e direcionando suas atividades em todas as suas frentes de atuação, bem como junto à sua cadeia de valor para focar na produção e distribuição de itens de higiene.

Na busca de soluções a curto e médio prazo para ajudar a conter o contágio pela COVID-19, cuidar de toda sua rede e manter a economia circulando, trabalha para ampliar o acesso da população a itens de higiene como sabonetes. Juntas, as empresas estão doando cerca de 2,8 milhões de unidades de sabonetes, em barra e líquido, para instituições e comunidades carentes no entorno das operações das companhias na América Latina

Os itens doados a estas instituições serão integralmente distribuídos por elas para a população em situação de vulnerabilidade social e/ou utilizados nos equipamentos de atendimento à população.

_Avon, Natura e Usina São Martinho fazem parceria para doar álcool líquido e em gel para Secretaria de Saúde de São Paulo

Em uma parceria com a Usina São Martinho, Natura&Co América Latina, que reúne Avon, Natura, The Body Shop e Aesop na região, processou e envasou 15 mil quilos de álcool em gel e 150 mil litros de álcool em solução 70% que foram doados à Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo. A operação foi realizada na fábrica da Avon em Interlagos, São Paulo.

Os produtos, essenciais para apoiar a frear o contágio pelo novo coronavírus, estão sendo doados para uso dos postos de saúde de todo o Estado de São Paulo. A Avon está responsável pelo processamento e envase, a operação está sendo realizada na fábrica, em Interlagos, enquanto a usina fornece a matéria prima.

_Confira as doações Natura&Co

Estado de São Paulo Parceria São Martinho:

  • 15,000 quilos de álcool em gel (150 mil unidades) - R$1.048.520,97
  • 150,000 litros de álcool líquido (200 mil unidades) – R$3.200.000,00
  • Estado da Bahia (226.909 sabonetes) - R$ 1.642.489,38?
  • Estado do Ceará (47.381 sabonetes) - R$ 320.884,91
  • Prefeitura de São Paulo (173.703 sabonetes) - R$ 737.899,60?
  • Prefeitura de Cabreúva (50.023 sabonetes) - R$ 258.862,327

Reps:

_ Álcool em gel – 875.799 unidades
_ Sabonetes – 8.818 unidades

Hospital São Paulo:

_ Sabonetes (23.072 unidades) - R$ 466.329,20

Médicos Sem Fronteiras:

_ 330 quilos de álcool em gel (3.300 unidades) - R$23.067,00

Transportadores (funcionários Avon, Natura e São Martinho):

_ 929 quilos de álcool em gel - R$ 64.986,03

Já mapeado para as próximas doações, a Natura&Co também vai doar cerca de 15.000 unidades de álcool em gel para catadores e hospitais; 1.000 unidades de álcool em gel para motoristas Breda e um adicional de 149.144 unidades de álcool em gel para as Reps.

Cadeia de Valor

Apesar de já termos um protocolo de medidas para manter a higiene na condução das caixas das Revendedoras, estamos orientando nossos fornecedores para que redobrem a atenção durante este período de pandemia.

Veja abaixo as medidas que já estão em curso:

  • Desinfecção diária nos CDs e LDCs com procedimentos de limpeza e uso do álcool em gel e demais saneantes;
  • Não manipulação das Caixas entregues na grande São Paulo e a 150km da região por saírem por meio do sistema de carregamento automático;
  • Não temos CD na grande SP, os produtos e Pedidos são TODOS separados em Cabreúva. Por este motivo, saem do interior do estado para o interior do estado, havendo distanciamento de São Paulo – capital;
  • Utilização de caixas de papelão no transporte dos produtos. De acordo com o estudo realizado pela The New England Journal of Medicine, uma das publicações científicas mais prestigiadas do mundo, o papelão é um dos materiais que oferece menor tempo de sobrevida para o vírus.
  • As cargas distribuídas para São Paulo e cidades no interior são automatizadas e, portanto, não passam por manuseio. Deste modo, reforçamos que as chances de contaminação em seus processos são extremamente baixas.
  • Entrega de Kit (álcool e pano de limpeza) para os motoristas, além de informativo sobre o COVID-19 explicando o passo a passo de higiene e cuidados com a saúde;
  • Triagem de motoristas que apresentem sintomas do COVID-19 para afastamento da operação.

A respeito da Assinatura do canhoto pela Revendedora/Empreendedora, deverá ser seguida a orientação abaixo, já repassada aos nossos fornecedores:

  • O canhoto deverá ser assinado com a caneta limpa pelo motorista, que estará portando álcool em gel e pano para a limpeza;
  • Os motoristas estarão usando luva e máscara no momento da entrega;
  • Caso a Revendedora/Empreendedora não se sinta confortável em assinar, não tem problema: o motorista anotará todos os dados e entregará a Caixa.

Ações de prevenção que estão sendo realizadas na Manufatura:

  • 1. Remoção de correntes – substituição por cones e pedestais nas áreas produtivas, para minimizar exposição de contato com superfícies;
  • 2. Aumento da disponibilidade de álcool gel em todos os setores e aumento da frequência de limpeza e higienização de banheiros, portas e corrimãos com equipe dedicada para tal função;
  • 3. Abertura de portas das áreas de manufatura para evitar o contato com maçaneta;
  • 4. Comunicação para evitar cumprimentos de contato;
  • 5. DDS com informações sobre coronavírus e disponibilização de informações no mural;
  • 6. Redução de lugares e novo layout no restaurante, garantindo espaçamento seguro entre as pessoas, assim como disponibilização individual dos talheres e, substituição do método de disponibilização dos pães no café da manhã e troca de turno (embalado);
  • 7. Determinação dos itens mínimos de segurança pessoal para atendimento da equipe de saúde e bombeiros;
  • 8. Suspensão da ginástica laboral e fechamento da sala de jogos;
  • 9. Dispensado grávidas e as mães do berçário, como medida preventiva - diminuindo grau de exposição;
  • 10. Interdição da sala dos motoristas para evitar aglomeração;
  • 11. Mudança da disposição de cadeiras na recepção do ambulatório;
  • 12. Atendimento odontológico e exames periódicos somente em situações de urgência;
  • 13. Postergação do processo de votação da CIPA;
  • 14. Comunicação para terceiros fixos das ações de prevenção e postergação da validade de integrações de terceiros para 3 meses;
  • 15. Divulgação das ações realizadas na manufatura e boletim do coronavírus através de caixas de som;
  • 16. Disponibilização de vídeo explicativo para utilização de álcool em gel na manufatura;
  • 17. Levantamento dos insumos de almoxarifado;
  • 18. Implementação de check-list após retorno de férias dos colaboradores;
  • 19. Doação de máscaras para funcionários e familiares;
  • 20. Envio de resíduo do ambulatório para incineração;
  • 21. Doação de álcool em gel ou líquido para funcionários;
  • 22. Antecipado a aplicação de vacina contra gripe;
  • 23. Sodexo serve 100% da refeição aos usuários do restaurante;
  • 24. Viabilizado fretado para os terceiros e funcionários mais próximo de casa até a fábrica, assim como desinfecção interna dos fretados;
  • 25. Início do processo de banco de horas aos funcionários da manufatura.

Instituto Avon

#IsoladasSimSozinhasNão

_Natura e Avon unidas em movimento para prevenir e enfrentar a violência doméstica

Como o COVID-19, a violência doméstica desconhece limites geográficos ou demográficos. É uma epidemia silenciosa que, se estima, toca a vida de 35% das mulheres ao redor do mundo, uma situação muitas vezes oculta atrás de portas fechadas. E agora, no meio da pandemia do coronavírus, essas mulheres e crianças estão cada vez mais vulneráveis ao abuso doméstico: uma consequência não intencional das medidas de isolamento que deixam as sobreviventes presas em casa com seus agressores. No Brasil, o isolamento social da Covid-19 aumentou em pelo menos 9% os casos de violência doméstica, segundo levantamento da Central de Atendimento à Mulher. Organizações e entidades femininas da linha de frente também já perceberam um aumento significativo no número de casos de violência doméstica e uma crescente demanda por serviços de apoio. Por isso o Instituto Avon lançou o movimento #IsoladasSimSozinhasNão , endossado pela Natura em todos os países da América Latina onde opera por meio de ações para toda a rede de relações, com foco em chamar atenção para a situação de mulheres que estão trancadas em casa com um agressor em um contexto de pandemia global.

“Para dar visibilidade à luta contra a violência doméstica, estamos trabalhando para dar suporte, orientação e contribuir para que as vítimas saibam identificar situações de violência e a quem recorrer neste momento”, afirmou João Paulo Ferreira, CEO de Natura &Co América Latina. “Historicamente, as marcas são engajadas em apoiar mulheres. Agora unidas, podemos ampliar o potencial de proteger toda nossa rede de relações, entre consultoras, colaboradores e consumidores. Estamos fisicamente distantes, mas precisamos estar mais juntos do que nunca”, argumentou o executivo.

Desde 2008, o Instituto Avon articula empresas públicas e privadas, organizações sociais e órgãos públicos no Brasil e já destinou mais de 30 milhões para apoiar e proteger mulheres e meninas em situação de violência em quatro frentes: formação e informação, advocacy, engajamento da sociedade e apoio a projetos nas áreas de segurança pública, justiça, saúde e educação no tema. Pelo posicionamento da Natura em estabelecer um compromisso que reforce sua causa “Cada pessoa importa”, a marca também lança ações que visam a diminuir os casos de violência doméstica.

Com intuito de ampliar a mensagem de prevenção e o enfrentamento da violência para todos os públicos, o Instituto Avon, em parceria com as plataformas Papo de Homem e Quebrando Tabu, produziu uma série de conteúdos digitais que têm sido publicados nas redes sociais do Instituto. Os objetivos são trazer dicas sobre como cuidar da saúde mental durante o período de confinamento, auxiliar as mulheres a identificarem os sinais de relações abusivas e mostrar que ela não está sozinha, apresentando as várias formas que ela pode pedir ajuda

Para o público geral, a Natura patrocinou uma minissérie sobre a temática com cinco episódios do podcast Mamilos. Ao final, cada episódio abordará a história de uma pessoa que superou o ciclo da violência.

Destinado a atender líderes de negócio Natura e executivas de vendas Avon, as marcas fecharam parceria com a startup “Mete a Colher” para uso da ferramenta de assistência social TINA. As consultoras Natura também terão à disposição uma cartilha para identificar casos de violência doméstica, contendo orientações sobre conduta ideal, assim como divulgação de canais de denúncia.

_Avon e Natura juntas por toda América Latina

A união das marcas para o enfrentamento da violência doméstica não se resumirá apenas ao território brasileiro. Em outros países da América Latina, como Argentina, Chile, Uruguai, Colômbia, Peru e México, Avon e Natura estão juntas para reduzir os números de violência dentro dos lares. Na última segunda-feira (30), as duas marcas lançaram um manifesto do movimento #AisladasNoSolas. Nesses países, a Avon desenvolveu uma maneira de alcançar vítimas de violência de forma velada, como um “cavalo de troia”. A marca enviará, por WhatsApp, vídeos de receitas culinárias para mulheres de toda a sua rede. Durante a exposição do conteúdo, serão compartilhadas informações de combate a agressões contra mulheres, como telefones de emergência e incentivos para apoiar vítimas.

Adicionalmente, lives patrocinadas de influenciadores no Instagram abordarão o tema de prevenção ao Covid-19 e levantarão a temática de que milhares de mulheres podem estar isoladas em casa, junto a um agressor. Para dar suporte às iniciativas lançadas pela Avon, a Natura irá replicar os conteúdos em suas redes sociais e com sua rede de consultoras, aumentando a visibilidade do tema.

_Avon e Natura juntas por todas as mulheres do mundo

Em resposta à chamada da ONU Mulheres de priorizar sobreviventes da violência doméstica, a Natura &Co e sua família de marcas, Avon, Natura, The Body Shop, e Aesop estão se unindo a organizações nacionais e internacionais que compõem os serviços de linha de frente a sobreviventes de violência doméstica.

Aos nossos governos, governadores, prefeitos e legisladores: Com respeito, pedimos que se certifiquem que mulheres e crianças em risco — especialmente as socialmente vulneráveis — em seus países, cidades e comunidades tenham o apoio e os recursos que necessitam.

No espírito de colaboração e conexão, acreditamos que seja importante:

1. Proporcionar recursos para serviços especializados que apoiam mulheres e crianças em risco de violência doméstica — incluindo abrigos, centrais de atendimento e outros — e garantir que os recursos sejam ampliados, onde for necessário, para lidar com o aumento na incidência de violência;

2. Atentar para a violência doméstica com campanhas públicas de conscientização para garantir que o problema não seja negligenciado;

3. Classificar os abrigos para vítimas de violência doméstica como serviços essenciais e eliminar restrições a sobreviventes de violência doméstica para quem o isolamento poderá ser a opção mais ameaçadora da vida.

Algumas de nossas ações:

1. A Avon, Natura, The Body Shop, e Aesop doarão produtos de cuidados pessoais essenciais a abrigos, em seus mercados locais, e engajarão clientes para que façam doações locais.

2. Cada marca promoverá conscientização através de seus canais de mídia social no intuito de angariar apoio para sobreviventes, amigos e famílias, indicando canais de ajuda e compartilhando conselhos de segurança.

3. A Avon Foundation se comprometeu a doar US$1 milhão a grupos de apoio para vítimas de violência doméstica ao redor do mundo focados em iniciativas de base que provocam impacto direto. Saiba mais:

_AVON Foundation compromete 1 milhão de dólares para ONGs

Na última terça-feira (31), o grupo Natura &Co anunciou que o Instituto Avon global destinará 1 milhão de dólares para organizações que atuam na linha de frente para apoio a mulheres e crianças vulneráveis.

A iniciativa foi uma resposta aos indicadores de violência doméstica de todo o mundo. Relatórios da China apontaram que os casos triplicaram em comparação com o ano anterior. As frentes de atendimento à violência doméstica no Reino Unido e nos EUA também relatam um aumento semelhante - dobrando, de acordo com algumas fontes.

“A violência doméstica já é uma epidemia escondida a portas fechadas, assim como o Covid-19, é um assassino silencioso. Uma consequência não intencional das medidas de isolamento necessárias para combater o coronavírus é que mulheres e crianças vulneráveis ficam presas em casa com agressores e incapazes de procurar ajuda", afirmou Angela Cretu, CEO da Avon.

“Por isso, queremos financiar as ONGs por meio da Fundação Avon para Mulheres, nossas equipes da Avon doarão produtos vitais - de cuidados pessoais a higienizadores de mãos e sabonetes - a refúgios em todo o mundo", concluiu a executiva.

Juntas, nossas quatro marcas representam a maior rede de mulheres do mundo, conectando mais de seis milhões de representantes e consultoras e 40 mil colaboradores com 200 milhões de consumidoras em 110 países. Juntas, podemos fazer a diferença, e é isso que nos leva a apoiar sobreviventes de violência doméstica com nossa campanha #IsoladasSimSozinhasNão.

Novamente, aos nossos governos, governadores, prefeitos e legisladores pedimos para que não seja permitido que as sobreviventes da violência doméstica se tornem as vítimas ocultas e esquecidas desta situação terrível.

Em solidariedade,

Natura &Co

Na causa do câncer de mama, o Instituto Avon tem trabalhado em rede com outras organizações para monitorar os efeitos da pandemia no atendimento aos casos suspeitos de câncer de mama, bem como os riscos para as pacientes em tratamento. Nas redes sociais do Instituto Avon temos divulgado conteúdo confiável sobre câncer de mama e a COVID-19.

No dia 30/4 foi realizada uma LIVE em parceria com a Femama e o Instituto Oncoguia sobre a Lei dos 30 Dias, que determina o prazo de até 30 dias para qualquer paciente de câncer receber o diagnóstico da doença. Hoje sabemos que esse prazo no Brasil pode ser superior a 270 dias. A Lei tinha previsão de ser regulamentada na semana da realização da Live, por isso, reunimos especialistas para debater a importância da lei e o desafios para sua implementação. A Live completa está disponível neste link.

O Instituto Avon patrocina o Canal Ligue Câncer, com nosso apoio, qualquer pessoa em todo Brasil poderá tirar dúvidas sobre câncer de mama e também sobre a COVID-19. O atendimento acontece pelo 0800 773 1666, de segunda a sexta-feira, das 13h às 18h. É possível também mandar uma mensagem ao Canal direto pelo site.

Doe para uma ong parceira

O Instituto Avon não está sozinho no apoio às causas das mulheres, trabalhamos em rede com diversas organizações que se dedicam a combater o câncer de mama e as violências contra as mulheres. Aqui listamos algumas delas que você pode apoiar com a sua doação:” - embaixo segue a lista de instituições

  • O Hospital de Amor é parceiro do Instituto Avon no combate ao câncer de mama. É referência mundial no tratamento oncológico e está atuando diretamente no combate ao coronavírus para pacientes em tratamento oncológico. O Hospital de Amor está recebendo doações para compra de itens essenciais no combate à pandemia. Basta acessar o site https://hospitaldeamor.com.br/corona/
  • A FEMAMA é uma Associação civil, sem fins econômicos, que busca ampliar o acesso ágil e adequado ao diagnóstico e ao tratamento do câncer de mama. A FEMAMA atua fortemente no monitoramento e implementação de políticas públicas para combate ao câncer de mama. Doações podem ser feitas direto pelo site https://www.femama.org.br/2018/br/parceiros/contribua?t=1588106209
  • O Instituto Dr Arnaldo há 100 anos (desde 1920) atendemos a Grande São Paulo e somos considerados um hospital de excelência oncológica hoje 60 MIL PACIENTES, em sua maioria são idosos e debilitados devido ao tratamento oncológico. O hospital entrega para a Capital de São Paulo, 40% das aplicações de radioterapia e 30% dos tratamentos de quimioterapia e para o Estado 10% das aplicações de cirurgias oncológicas. Doe pelo Kickante ou via depósito bancário. - Via depósito: Banco Bradesco | AG: 3130-5 CC:97167-7 | FAV: INSTITUTO DO CANCER ARNALDO VIEIRA DE CARVALHO CNPJ: 60.945.854/0001-72 - Via kickante:www.kickante.com.br/campanhas/aplausosparafilantropiaoncologica
  • A ABRALE tem como objetivo oferecer ajuda e mobilizar parceiros para que todas as pessoas com câncer do sangue no Brasil tenham acesso ao melhor tratamento.A Abrale é responsável pelo Movimento Todos Juntos Contra o Câncer que reúne especialistas num evento anual para discutir acesso a tratamento a todos os tipos de câncer. Doações no site https://doe.abrale.org.br/
  • A Laço Rosa é uma organização que atua na causa do câncer de mama promovendo iniciativas de apoio, inclusão das pacientes e advocacy em câncer de mama principalmente no estado do Rio de Janeiro. Doações no sitehttps://fundacaolacorosa.com/doar-cabelo/
  • Braço social da Abihpec, associação que reúne empresas de beleza, o Instituto realiza diferentes projetos como apoio a pacientes de câncer de mama, diversidade na indústria de beleza, combate à violência sexual contra crianças e adolescentes. Doações neste linkhttps://institutoabihpec.org.br/faca-uma-doacao/
  • O Mapa do Acolhimento é uma maior plataforma que conecta mulheres que sofrem ou sofreram violência de gênero a uma rede de terapeutas e advogadas dispostas a ajudá-las de forma voluntária e também mapeia de forma colaborativa os serviços de atendimento às mulheres ao redor do Brasil. Doações no site https://www.mapadoacolhimento.org/#block-9887
  • É um fundo brasileiro de investimento social voltado exclusivamente para o protagonismo das mulheres. Através de concursos de projetos, O ELAS investe em mulheres, gerando novas oportunidades, desenvolvendo habilidades para seu fortalecimento e incentivando a concretização de seus planos. Investimos em projetos voltados para as seguintes áreas temáticas como a Prevenção da violência contra as mulheres. Doações no site http://www.fundosocialelas.org/como-contribuir.asp
  • A Think Olga e a Think Eva existem para criar impacto positivo na vida das mulheres por meio de soluções inovadoras. Para alcançar este objetivo, nos dedicamos a conhecer a fundo a realidade de um problema para poder enfrentá-lo de forma efetiva e oferecer possíveis respostas. Doações no site https://www.thinkolga.com/doe
  • O Promundo trabalha para a prevenção de violência baseada em gênero e da violência contra crianças, por meio da transformação de normas sociais que perpetuam essas práticas. Estamos desenvolvendo exemplos de boas práticas para o envolvimento de homens nesses temas, e contribuímos para a realização de pesquisas formativas e desenvolvimento de programas e campanhas que promovem atitudes e comportamentos não violentos relacionados a gênero. Doações no site https://promundo.org.br/doacoes/
  • O fundo de negócios funciona como um “banco dos sonhos”. Isso porque, para contrair o crédito, a mulher não precisa apresentar comprovação de renda, nem qualquer garantia financeira, apenas uma ideia empreendedora. Os consultores da Acreditar realizam a análise dos projetos financiáveis e atuam tanto no desenvolvimento do plano de negócios, como orientam as futuras empresárias na fase de operacionalização. Doações no site
  • https://www.acreditar.org.br/

FAQ

Dúvidas sobre o Coronavírus?

Aqui você encontra informações sobre o vírus, o que deve ser feito, as medidas que estão sendo tomadas e como evitar o contágio.

  • 1. O que é o novo coronavírus?

    Você sabia que o coronavírus (CID10) é uma família de vírus que causam infecções respiratórias e algumas pessoas se infectam com os coronavírus mais comuns ao longo da vida, principalmente na infância? Os primeiros coronavírus humanos foram isolados em 1937 e em 1965 ganharam o nome “coronavírus” em decorrência da sua forma que lembra uma coroa. O novo agente da família do coronavírus foi descoberto em 31/12/2019, após casos registrados na China. Ele provoca a enfermidade atual chamada de COVID-19 que causa doenças respiratórias com sintomas semelhantes a um resfriado (febre, tosse, dificuldade para respirar), podendo gerar também uma pneumonia.

  • 2. Como o vírus é transmitido?

    A principal forma de disseminação do coronavírus ocorre de pessoa para pessoa através da contaminação por gotículas respiratórias que acontece pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como:

    • Gotículas de saliva;
    • Espirro;
    • Tosse;
    • Catarro;
    • Contato pessoal próximo, como toques, abraços ou aperto de mão;
    • Contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

    Qualquer pessoa que tenha contato próximo (cerca de 1m) com alguém com sintomas corre o risco de infecção, por isso é importante ressaltar que a disseminação de pessoa para pessoa pode ocorrer de forma continuada.Ainda não está claro com que facilidade o coronavírus se espalha de pessoa para pessoa e as investigações sobre todas as possíveis formas de transmissão do coronavírus ainda estão em andamento. Por isso, pedimos para que você sempre siga as recomendações de segurança e higiene!

  • 3. Como evitar a transmissão do Coronavírus?

    Para evitar a transmissão do novo coronavírus é importante que você adote medidas de precaução. Vamos cuidar da nossa saúde e das pessoas ao nosso redor.

    • Lave as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, principalmente antes do consumo de alimentos ou após utilizar o transporte público e visitar locais com aglomeração.
    • Não consegue lavar as mãos no momento? Use álcool em gel 70%.
    • Não compartilhe objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos e garrafas, com outras pessoas.
    • Evite tocar olhos, nariz e boca com as mãos sujas.
    • Cubra a boca e o nariz com um lenço de papel (descarte logo após o uso) ou com o braço ao tossir ou espirrar. Nunca use a mão, ok?
    • Evite contato próximo com pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença (febre, tosse, dificuldade para respirar).
  • 4. Como é feito o diagnóstico do coronavírus?

    O diagnóstico é feito com a coleta de amostras dos materiais respiratórios. É necessário coletar duas amostras no caso de suspeita de coronavírus. Após a confirmação, os casos graves devem ser encaminhados a um Hospital de Referência para isolamento e tratamento. Os casos leves devem ser acompanhados pela Atenção Primária em Saúde (APS) e instituídas medidas de precaução domiciliar. É de extrema importância seguir todas as recomendações.

  • 5. Como é definido um caso suspeito de coronavírus?

    Após a confirmação de casos do coronavírus no Brasil, assim como a disseminação do vírus no mundo todo, a partir de 01 de março de 2020, passou a vigorar as seguintes definições operacionais para a saúde pública nacional:

    • 1 - Caso suspeito de doença pelo coronavírus 2019 (COVID-19) Situação 1 - Viajante: pessoa com febre e pelo menos um dos sintomas respiratórios da doença e com histórico de viagem para país com transmissão sustentada ou área com transmissão local nos últimos 14 dias. Situação 2 - Contato próximo: pessoa que apresente febre ou pelo menos um dos sintomas respiratórios da doença, assim como histórico de contato com caso suspeito ou confirmado nos últimos 14 dias.
    • 2 - Caso provável de doença pelo coronavírus 2019 (COVID-19) Situação 3 - Contato domiciliar: pessoa que manteve contato domiciliar com caso confirmado por COVID-19 nos últimos 14 dias e que apresente febre OU pelo menos um sintoma respiratório e outros sinais da doença como: fadiga, dor de cabeça, calafrios, manchas vermelhas pelo corpo, gânglios linfáticos aumentados, diarreia, náusea, vômito, desidratação etc.
    • 3 - Caso confirmado de doença pelo coronavírus 2019 (COVID-19) LABORATORIAL: Caso suspeito ou provável com resultado positivo. CLÍNICO-EPIDEMIOLÓGICO: Caso suspeito ou provável com histórico de contato próximo ou domiciliar com caso confirmado laboratorialmente por COVID-19, que apresente febre OU pelo menos um dos sinais ou sintomas respiratórios, nos últimos 14 dias após o contato, e para o qual não foi possível realizar o exame.
    • 4 - Contato próximo de casos suspeitos ou confirmados de (COVID-19) - Uma pessoa que teve contato físico direto (por exemplo, apertando as mãos); - Uma pessoa que tenha contato direto desprotegido com secreções infecciosas; - Uma pessoa que teve contato frente a frente por 15 minutos ou mais em uma distância inferior a 2 metros; - Uma pessoa que esteve em um ambiente fechado por 15 minutos ou mais em uma distância inferior a 2 metros; - Um profissional de saúde ou outra pessoa que cuida diretamente de um caso COVID-19 ou trabalhadores de laboratório que manipulam amostras de um caso COVID-19 sem equipamento de proteção individual recomendado.
    • 5 - Contato domiciliar de caso suspeito ou confirmado de COVID-19 - Uma pessoa que reside na mesma casa/ambiente. Devem ser considerados todos os residentes da mesma casa.
  • 6. Qualquer hospital pode receber paciente com coronavírus?

    É preciso considerar e diferenciar cada caso. Os casos graves devem ser encaminhados a um Hospital de Referência estadual para isolamento e tratamento. Os casos suspeitos leves podem não necessitar de hospitalização, sendo acompanhados pela Atenção Primária e instituídas medidas de precaução domiciliar. Porém, não esqueça que é necessário avaliar cada caso.

  • 7. Há risco de contaminação de coronavírus em embalagens ou produtos enviados do exterior?

    Não se preocupe, segundo a OMS, é seguro receber encomendas de países que já notificaram casos confirmados. Por experiência com outros coronavírus, sabemos que esses tipos de vírus não sobrevivem por muito tempo em objetos, como cartas ou pacotes.

  • 8. Quais as recomendações para asilos e casas de repouso?

    A Anvisa publicou orientações para a prevenção e o controle de infecções pelo novo coronavírus (COVID-19) em instituições de longa permanência para idosos, também conhecidas como asilos ou casas de repouso. O objetivo é aumentar o cuidado para evitar infecções pelo vírus, que apresenta alta letalidade na população com 60 anos ou mais.

  • 9. Quais as orientações para os profissionais e serviços de saúde?

    A Anvisa atualizou as orientações destinadas aos serviços de saúde. As medidas de prevenção e controle devem ser adotadas na assistência aos casos suspeitos ou confirmados de infecção pelo novo coronavírus (COVID-19). As orientações incluem uso de equipamentos de proteção individual (EPIs), descarte do lixo, além de outros cuidados importantes.

  • 10. O que a Anvisa tem feito para ajudar a população no acesso de medicamentos para o combate ao Coronavírus?

    A Anvisa tem adotado medidas para ampliar as opções de prevenção e tratamento da doença e evitar o desabastecimento de produtos.

  • 11. Não estou no Brasil. O que eu faço?

    Estão disponíveis números telefônicos brasileiros para assistência aos brasileiros, divididos em regiões geográficas. Quem está na América do Sul: pode ligar para o telefone: +55 (61) 9826 00 767; na América do Norte, Central e Caribe: + 55 (61) 9826 00 610; Europa: + 55 (61) 9826 00 787; África e Oriente Médio: + 55 (61) 9826 00 568 e Ásia e Oceania: + 55 (61) 9826 00 613 O Itamaraty sugere que os viajantes se informem pelos perfis da embaixada ou consulado em sua região e pela página de alertas do portal consular.

  • 12. Fontes